sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Correspondência recebida no gabinete


Recebi essa correspondência, pela manhã, de um grande amigo, indignado com o corte de 50 bilhões no orçamento da União. Fato que para ele surpreende, já que o governo manteve-se o mesmo e na campanha eleitoral nada disso fora informado.

No jornal A Razão desta sexta-feira (11) a notícia do corte bilionário nos informa dos impactos para nossa cidade, principalmente na Universidade Federal de Santa Maria. Um dos trechos das reportagem diz: "O anúncio do corte bilionário de gastos se dá em um momento singular. De um lado, o governo quer enxugar a máquina estatal, com a suposição de que os gastos do Estado são responsáveis pelo aumento da inflação, e por outro, prevê a entrega de setores públicos a entes privados, como é o caso dos Hospitais Universitários (MP520), se enredando cada vez mais no receituário neoliberal que antes os petistas tanto combatiam".

O fato é que sofreremos diretamente as consequências desse corte inesperado.