quarta-feira, 6 de abril de 2016


SESSÃO PLENÁRIA

O VEREADOR ADMAR POZZOBOM, na Sessão Plenária de ontem, falou em tribuna sobre a importância da 2ª Semana Municipal de Conscientização sobre o Autismo que transcorre do dia 01 a 07 de Abril.
Instituída no Município de Santa Maria através de um projeto de Lei de sua autoria que resultou na Lei Municipal nº 5466 de 15 de julho de 2011, onde ocorrem diversas ações envolvendo pais, profissionais da educação, saúde, pesquisadores e população em geral com intuito de fomentar o debate em torno do Transtorno Autista.
A II Semana Municipal da Conscientização sobre o Autismo, alerta para a necessidade de diagnostico e intervenção precoces, tratamento, escolarização, apoio e esclarecimento as famílias.
Até os dias atuais, as causas do autismo ainda são desconhecidas, mas as pesquisas na área são cada vez mais intensas.
O Transtorno do Espectro Autista (TEA) é uma síndrome que atinge quase 2 milhões de brasileiros. No mundo, a ONU estima que 70 milhões de pessoas tenham a síndrome.
No Brasil, em 2012, as pessoas com TEA passam a ser amparadas pela lei nº 12.764/2012, regulamentada pelo decreto nº 8.368/2013, que trata exclusivamente dos seus direitos. Esse documento determina que para efeitos legais a pessoa com TEA passa a ser considerada pessoa com deficiência, beneficiando-se, então, dos direitos já previstos para tais pessoas. Essa mesma lei aborda o direito dos alunos com TEA a acompanhante especializado em sala de aula nos casos em que se constate tal necessidade.
Aqui em nossa cidade entre outras instituições podemos citar dois locais que são realizados atendimentos aos autistas: o CAPSi (Centro de Atenção Psicossocial infantil), que pela rede pública de saúde, é o serviço que acolhe e presta acompanhamento aos autistas e o Mundo Novo Educação Especial, que pela rede privada, realiza diagnóstico e tratamentos aos mesmos.
Disse ainda, que é de extrema necessidade que nos livremos de qualquer preconceito e prejulgamento, pois, todo AUTISTA deve ser olhado e valorizado por suas competências e habilidades individuais, para que assim possa ter suas potencialidades desenvolvidas.